16 julho 2009

Palavras que nos beijam

Há palavras que nos beijam como se tivessem boca
Palavras de amor, de esperança;
De imenso Amor,
de Esperança Louca.
Palavras nuas que beijas quando a noite perde o rosto
Palavras que se recusam aos muros do teu desgosto.
De repente coloridas entre palavras sem cor
Esperadas, inesperadas como a Poesia ou o Amor.
(O nome de quem se ama, letra a letra revelado no mármore distraído, no papel abandonado). Palavras que nos transportam onde a noite é mais forte
No silêncio dos amantes abraçados contra a morte.


Alexandre O’Neil

8 comentários:

  1. Oiee...16/7/09

    Oiee...
    Beijos professor...

    Ai que saudade d'ocê
    E não se admire se um dia
    Um beija flor invadir
    A porta da sua casa
    Te der um beijo e partir
    Fui eu que mandei esse beijo
    Que é pra matar meu desejo
    faz tempo que não te vejo
    Ai que saudade d'ocê
    Se um dia ocê se lembrar
    Responda meu e-mail
    Escreva uma carta pra mim
    Bote logo no correio
    Com frases dizendo assim
    Faz tempo que não te vejo
    Quero matar meu desejo
    Me mande um monte de beijos
    Ai que saudades sem fim
    E se quiser recordar
    Daquele nosso olhar
    é só me avisar
    que eu vou correndo
    Te encontrar
    Ah! Eu gosto mesmo é d'ocê.
    Ai que saudade d'ocê...

    ResponderExcluir
  2. Vágner16/7/09

    Mais real que fazer da vida um sonho,
    é fazer do sonho uma vida,
    pois nem sempre temos a vida que sonhamos,
    mais sempre teremos um sonho para viver.
    Vágner Dias

    ResponderExcluir
  3. Amor não é se envolver com a pessoa perfeita,
    aquela dos nossos sonhos.
    Não existem príncipes nem princesas.
    Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos.
    O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo16/7/09

    O amor está mais perto do ódio do que a gente geralmente supõe . São o verso e o reverso da mesma moeda de paixão. O oposto do amor não é o ódio, mas a indiferença...
    Érico Veríssimo

    ResponderExcluir
  5. Isadora16/7/09

    O poeta é um fingidor.
    Finge tão completamente
    Que chega a fingir que é dor
    A dor que deveras sente.

    E os que lêem o que escreve,
    Na dor lida sentem bem,
    Não as duas que ele teve,
    Mas só a que eles não têm.

    E assim nas calhas da roda
    Gira, a entreter a razão,
    Esse comboio de corda
    Que se chama o coração.

    Fernando Pessoa

    ResponderExcluir
  6. Silvana16/7/09

    Somos donos de nossos atos,
    mas não donos de nossos sentimentos;
    Somos culpados pelo que fazemos,
    mas não somos culpados pelo que sentimos;
    Podemos prometer atos,
    mas não podemos prometer sentimentos...
    Atos sao pássaros engailoados,
    sentimentos são passaros em vôo.

    Mário Quintana

    ResponderExcluir
  7. Anônimo16/7/09

    O...
    To transformada no melhor de mim... e é lindo!
    BeijossSS...rsrs

    ResponderExcluir
  8. Anônimo16/7/09

    O...

    De longe te hei de amar- da tranquila distância em que o amor é saudade e o desejo, constância.

    ResponderExcluir

Comente o texto.
Dê sua opinião ou deixe sua poesia, crônica, poema...