10 setembro 2008

Diálogo dos silêncios

Vida que é vivida, vazia de afetos, palavras, carinhos, não pode ser vida. É para ser vivida ,apenas sozinhos.
Se a vida nos dá: Diálogo dos silêncios.
Solidão de mãos dadas, é vida vazia, apenas vivida, mesmo acompanhada.
São cacos colados, corações partidos, sentimentos castrados, sonhos proibidos.
São vidas sem cor, sem gestos de amor apenas fachada, é vida de quem, amar pouco sabe, ou apenas nada!
Viver, por viver, apenas num mundo, feito fantasia, mil vezes sofrer, a ter que morrer um pouco cada dia.

José Maria Lopes De Araújo
(Do blog Remos partidos)

Um comentário:

  1. Edson,

    Estou deveras emocionada pela publicação deste poema da minha autoria.
    Quando o fiz brotou do sentimento da minha Alma de Poeta, mas não imaginei ter algum valor como poesia.

    O facto de o ver aqui publicado emocionou-me.

    Não é da Autoria de José Maria Lopes de Araújo, poeta por quem tenho uma enorma admiração, inclusive em sua homenagem criei um blog onde tenho publicados poemas dele de livros raros, que não existem já em comercialização.

    Passa por lá, deixo o link

    http;//remospartidos.blogspot.com

    Um grande beijinho

    ResponderExcluir

Comente o texto.
Dê sua opinião ou deixe sua poesia, crônica, poema...